segunda-feira, 9 de março de 2009

O casamento foi uma formosura...

Bom pra quem acompanha o Conectou! Sabe que devagar a cara está mudando, sim, sim...Para fiéis Conectados! muitas coisas estão diferentes, por aqui principalmente pelo fato de que agora os textos são 100% meus, ou seja, nem sequer um trecho foi copiado de uma matéria, de um blog ou sei lá, lógico, 100% meus é modo de falar, não podemos esquecer do Fernando, que escreve aqui também aos Domingos...

Mas calma, isso não significa que antes eu era o maior kibador da net, mas significa que agora evito postar oque facilmente você acha em outros blogs. Enfim, explicação de lado, vamos ao que interessa.

Esse texto já era pra ter saído a alguns dias, mas devido a "preguiça aguda" (conhece essa doença?) o texto foi publicado atrasado...

Abaixo irei contar as impressões que tive ao ir a um casamento, sim! Eu fui a um casamento, e perdi meu final de semana, nele...Mas enfim...

Já tinha ido em outros e tals, mas nunca tinha reparado com os olhos que vi nesse Sábado, não sei se por conta da minha idade, ou até mesmo porque já pensava em escrever esse post, mas sei que dessa vez muita coisa foi diferente.


Como todo casamento, a tradição é você chegar e encontrar o noivo na porta da igreja, comprimentando parentes e amigos e fingindo que tudo está bem, e ele está calmo...Mas já logo aí, as coisas foram diferentes, o noivo estava sim na porta da igreja, comprimentava também amigos e parentes, mas a cara dele não negava, ansiedade extrema e medo a flor da pele, lógico! De ninguém ele escondia isso, para se ter uma idéia, a mim, ele mostrou dois lenços, um em cada bolso...Para o caso de uma lágrima escorrer segundo ele.

Deixei ele por ali e fui ver a igreja, uau, pelo preço que ele disse pagar, acho que não valeu a pena, ela até que era bem grande, porém convidados não foram o suficiente para enché-la e as fachineiras parecem não ter passado por lá no dia, mas pulando isso, tudo ainda corria bem - até que a cerimônia começa - todos aos seus postos, convidados olhando para entrada, e derepente, tam tam tam tam...tam tam tam tam...(musiquinha de entrada da noiva) Lá vem ela, acompanhada de sua marcha nupcial (não sei se está certo) a noiva passa pelo corredor da igreja, toda orgulhosa, e sem nem sequer pedir desculpa por atrasar o casamento mais de uma hora, é...Pois é gente, isso ninguém percebe, elas (as noivas) sempre se atrasam, e mesmo assim, quando chegam são o centro da atenção, e são recebidas com músicas e sorrisos, deixa eu me atrasar no serviço, que vamos ver...

Como dizia, todos a recebem com o maior sorriso, nesse caso, menos o noivo....Já experimentaram olhar para o noivo na hora que a noiva entra!? Acredito que não claro...AFINAL, como dito ela é centro da atenção, mas enfim...A cara dele não estava nada boa, fransia a testa, e dava um sorriso de canto de boca, nessa hora pensei, é..."Ele não a ama."

Ela chega no altar, e é entregada pelo pai para o noivo, (tá aí outro fato engraçado) o pai da noiva que passou a vida inteira encarando o noivo, e dizendo para todos que ele não prestava, agora por "livre e espontânea" vontade leva ela até o altar, e com o maior orgulho do mundo a entrega, pelo jeito nesse caso deve rolar uma graninha concebida pelo noivo, ou talvez a comunhão de bens lhe alegre, afinal acabei de lembrar ele ainda pagou por toda essa festança, então a pergunta: Da onde vem tanta felicidade?!

A cerimônia começa, e achando que tudo ia ficar bem, outra situação me assusta, o padre com uma voz, muito, muito assustadora entra na igreja já questionando os noivos se os mesmos querem casar de verdade, puxa vida, o cara já tá na maior neura, aquele povo todo ohando, e ele só pensando na fatura do cartão de crédito no final do mês, com a conta da lua de mel (pelo menos isso o pai não paga), e o padre vem fazer pergunta besta com essa voz de possuído?! Ah! Já ia esquecendo, tudo isso somado ao fato de que os santos estavam cobertos por conta da quaresma, daí já é assustador demais, esse padre realmente é corajoso, tudo podia ter ido por água abaixo que nem em novelas e filmes, onde a noiva some, ou muda de idéia em cima da hora...

Mas mesmo com isso tudo, a cerimônia se segue...O padre, uma vez ou outra deixa aquela voz morbida escapar, mas não por isso o casamento para. Depois de tudo quase terminado, entra a dama de honra, com as alianças, em cima de uma almofada, e oque acontece?! (Tarámmmm) A bendida criança abre o maior bocão, e do meio da igreja recua, correndo com as alianças na mão, vê se pode, até mesmo no comercial da Master Card um cachorro, olha só! UM CACHORRO, consegue atravessar a igreja e deixar na mão do noivo as alianças, e na vida real, a criança tinha que chorar...Nesse momento olhei a cara do noivo, lá estava ele denovo, com a mesma cara, e o mesmo sorriso de canto de boca, dessa vez parecia pensar:

Criança filha da *&%#, tinha que ser sobrinha dela...

Situação acalmada, e mãe da bendita encontrada, a cerimônia segue, deixando de lado o detalhe de que ele erra na hora de beijar a aliança, o padre enfim fala:

Pode beijar a noiva!

Mas não pense que ficou por isso mesmo, durantes os 0,23 décimos de segundos que ele a beijava, lá vem a voz morbida denovo dizendo assim:

Pode parar agora!

Ah! Sai pra lá padre véio, o cara quer curtir o momento (talvez o único bom até agora) deixa o "garoto" em paz...Beijo interrompido eles começam a sair da igreja, um a um, padrinho por padrinho sai andando lentamente, caminhando e sorrindo embalado ao som de "more than words", acho que era essa mesmo que era tocada, e por sinal muito mau, sempre disse! Não se coloca brasileiro para cantar em inglês, pô tem voz bonita!? Então canta em protuguês, mas tudo bem...

Continuando eles saem da igreja, param para a foto e entram no carro, não sei bem ao certo qual era, mas logo que entram...PUTS! Uma imensa fila, afinal o estacionamento era dentro da igreja, daí imagine só, todos convidados, mortos de fome, (afinal a noiva atrasou tudo lembram!?) sonhando em chegar no buffet disputanto um espacinho para sair na frente...Já viu...Tudo parado.

Nisso, um carro ao meu lado ferve, e jorra água a todo lado - eita sorte! - esse vai ficar sem comer, mas o mais incrível, é que ele estava estacionado, sendo assim, não entendo porque do nada jorrou água. (quem souber e puder me contar)

Alguns minutos no aguardo, finalmente saiu da igreja, mais um 20 no carro, chego ao buffet, aí sim, tudo parece ter ficado bem, tirando o fato de que a comida era muito rara, e quando vinha era só coisa de fresco, a festa tava legal, ah! Claro! Como ia esquecer, na pista de danças, sim...Tinha uma pista de dança, não tocou eletrônico, só forró, axé, samba, e sertanejo...OTEMO...Pra que tanto globo, estrobo, fumaça e laser, se só tocou essas coisas...

Maaaaaas, tirando esses "detalhes" o casamento foi uma formosura, nesse dia lembrei. Minha namorada sempre diz:

Para de ver o lado ruim das coisas boas, será que fiz isso!?


Pode lhe interessar também:
- divulgue seu site gratuitamente
- tenha um formulário de contato grátis
- compartilhe e organize suas músicas online
- tenha um site pagando apenas R$ 60,00 por mês e mais nada...

* POSTAGENS POR E-MAIL.
Banner Piovezam Web Sites - Tenha um site com plano mensal. Pague apenas R$ 60,00 por mês e mais nada.

Ajude a melhor o número de comentários. 1 é pouco...

Diretório de Aviação disse...

Hehehehe.. o pode parar agora deve ter sido hilário!

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

  ©Modificações by Felipe.